National Pantheon (Lisbon)

National Pantheon (Lisbon)
Lisboa . Lisboa . Portugal
 
História da Igreja de Santa Engrácia

O actual templo situa-se no local de uma primitiva igreja, erguida em 1568 por determinação da Infanta D. Maria, filha de Manuel I de Portugal, por ocasião da criação da antiga freguesia de Santa Engrácia.

Essa antiga igreja, severamente danificada por um temporal em 1681, foi alvo de constantes modificações e alterações, de tal modo que hoje nada resta dela.

A primeira pedra do actual edifício, o primeiro em estilo barroco no país, foi lançada em 1682. As obras perduraram tanto tempo que deram azo à expressão popular ´´obras de Santa Engrácia´´ para designar algo que nunca mais acaba. A igreja só foi concluída em 1966, 284 após o seu início.

O edifício é coroado por um zimbório gigante. O seu interior está pavimentado com mármore colorido.

Túmulos no Panteão Nacional - Igreja de Santa Engrácia

Entre as personagens ilustres que aí estão sepultadas, encontramos sobretudo presidentes da República e escritores. As excepções são designadamente a fadista Amália Rodrigues, cujos restos mortais foram transladados depois de se alterarem as disposições legais que apenas permitiam a trasladação para o Panteão Nacional quatro anos após a morte, e Humberto Delgado.

As personalidades sepultadas são:

Almeida Garrett, escritor (1799-1854)
Amália Rodrigues, fadista (1920-1999)
Aquilino Ribeiro, escritor (1885-1963)
Guerra Junqueiro, escritor (1850-1923)
Humberto Delgado, opositor ao Estado Novo (1906-1965)
João de Deus, escritor (1830-1896)
Manuel de Arriaga, presidente da República (1840-1917)
Óscar Carmona, presidente da República (1869-1951)
Sidónio Pais, presidente da República (1872-1918)
Teófilo Braga, presidente da República (1843-1924)

Como Panteão nacional abriga os cenotáfios de heróis da História de Portugal, tais como Nuno Álvares Pereira, Infante D. Henrique, Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral, Afonso de Albuquerque e Luís de Camões.

Em 19 de Setembro de 2007 o escritor Aquilino Ribeiro foi a décima pessoa a ser sepultada no Panteão, apesar da contestação de alguns grupos que acusam o escritor de terrorista por alegado envolvimento no regicídio.

Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra

O estatuto de Panteão Nacional foi reconhecido ao Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra em Agosto de 2003, pela presença tumular dos dois primeiros reis de Portugal, D. Afonso Henriques e Sancho I de Portugal. Esse estatuto, agora repartido, aplica-se aos dois monumentos, sendo que a designação de Panteão Nacional referente à Igreja de Santa Engrácia não deverá aplicar-se de forma absoluta.

A designação de Panteão Nacional em Portugal é partilhada por dois monumentos: a Igreja de Santa Engrácia e o Mosteiro de Santa Cruz.

A Igreja de Santa Engrácia localiza-se na freguesia de São Vicente de Fora, em Lisboa, Portugal. Passou a ter a função de Panteão Nacional a partir de 1916. O estatuto de Panteão Nacional foi reconhecido ao Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra em Agosto de 2003.
Shared by: Cristina Novais No comments yet
Views: 1751
Share the places of interest to be visited, places you visited on your vacation, or places in your home town that you want to promote.
 
GPS coordinates
Lat : 38.71538054261966   -   Lon : -9.124553071163948
N38° 42' 55.369953430776 "       W9° 7' 28.391056190213"
 
 
 
Comments
Still has no comments for
National Pantheon (Lisbon)
If you know National Pantheon (Lisbon) Leave your comment

  THANK YOU

 
Research by country
 
Research by country
 
Research by country
 
Research by country
 
Research by country
 
Research by country
 
Research by country
 
Research by country